9 de jun de 2013

Fórmula Truck e muita fumaça

E bem, durante o almoço nada como ver caminhões!
E numa prova que em certos momentos tinha tanta fumaça que nem parecia que eu tinha uma tv HD.
 Tomando uma Coca-Cola e comendo macarrão sentada no sofá (Ernesto, no sofá não!) eu assisti a quarta etapa do Campeonato Brasileiro da Fórmula Truck, e pelo visto estava muito quente em Goiânia.

Calor esse que afetou a corrida....logo no começo fiquei sabendo que Zé Maria Reis teve problemas no "warn up" e caiu fora da corrida...mas ai você me pergunta o que isso tem haver com o calor...bem eu te respondo...NADA...O calor começou a esquentar as coisas (rsrsrs) na corrida, logo no comecinho, a galera começou a quebrar, a ter problemas com a mangueira da água...e da-lhe fumaça...vale lembrar que por estar seco, a fumaça não vinha só dos caminhões mas também da pista e da área de escape, bastava o piloto passar um pouquinho que fosse na grama e subia aquela poeira toda...era tanta que chegou um momento que o locutor da prova até ressaltou que não era a qualidade da imagem que estava ruim, era a visibilidade na pista!

E vou falar aqui do Muffato, tadinho, estava numa corrida de recuperação, indo bem, quando seu motor dançou (junto com o de tantos outros, como Débora Rodrigues e Mascarello)

Teve o momento "Sai da frente" , porque o Boessio tava segurando todo mundo, depois da bandeira amarela programada, lá na frente tava o Piquet e o Monteiro pressionando...e lá a atrás o Boessio segurando o povo (ah que nervoso!!!!)
No final das contas Monteiro que tava ali grudadinho começou a ter problemas, e esses problemas começaram a ocorrer segundos após falarem com o chefe da equipe, e o mesmo afirmar que Monteiro ia pra cima de Piquet porque tinha condições =(
Vale lembrar também de Salustiano que estava ali crescendo e aparecendo, partindo pra cima do Giaffone, quando...adivinha?!...problemas no turbo!!

No fim Piquet ganhou, seguido por Adalberto Jardim e Totti, com Pachenki e Roberval Andrade completando o pódio...
 
Acho que uma prova assim, tão quente e tão tantos abandonos merece um momento frases dos pilotos...Segue ai:

Geraldo Piquet: “Senti que o caminhão estava rápido e consegui administrar. Tive um problema de aquecimento então poupei um pouco meu equipamento, apesar de que o Beto estava forte e resolvi não arriscar”, revelou, relatando sua disputa com Beto Monteiro, que terminou na 11ª colocação com problemas no caminhão.
 
Adalberto Jardim, que largou em 10º e chegou em 2º:  “Esse é um tipo de corrida que exige demais de pilotos e principalmente, do caminhão. Não quis forçar muito, porque quebrei nas últimas três corridas e quando assumi o segundo lugar pensei: ‘melhor ficar por aqui’. O importante é sempre pontuar”
 
Já Leandro Totti pensou diferente: “Poupar o quê? Largando da 23ª colocação pensei em ir para cima até onde dava. O caminhão se comportou bem e resolvi arriscar tudo”

Diogo Pachenki: “Foi uma corrida bem legal. Nos treinos a equipe teve muito problema com o acerto, porque programamos um caminhão para a volta rápida, mas na corrida deu tudo certo. Eu também usei a estratégia de não forçar muito. O importante mesmo era chegar ao pódio” (sempre animado)
 
Fechando o pódio veio Roberval Andrade: “Meu caminhão tinha muitos detalhes para acertar e a equipe não poupou esforços. Quero agradecer muito ao meu time, porque foi um fim de semana realmente difícil. Nós não baixamos a cabeça e seguimos numa crescente. Para mim, esse quinto lugar tem o sabor de uma vitória”.

Bem a próxima etapa da Fórmula Truck será no dia 7 de julho em Interlagos, São Paulo. E vamos que vamos...essa é uma categoria especial para mim, eu vejo sem ter um piloto ou equipe favorita e logo nunca me decepciono! É SÓ ALEGRIA!!

Reações:

0 comentários: